Como as coisas deram certo para mim no mercado digital (Parte 2)

como-as-coisas-deram-certo-para-mim-no-mercado-digital-2
  • Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

Como as coisas deram certo para mim no mercado digital (Parte 2)

 

Espero que você tenha se identificado com a primeira parte deste artigo…

Mais que um artigo, nele estou contando minha experiência pessoal por que entendo que as dificuldades que temos sempre são as mesmas e por isso muitos podem estar “bloqueados”, da mesma forma como eu também estive.

E os caminhos que segui para conseguir esse “desbloqueio” certamente podem ser os caminhos que você também precisa seguir se estiver na mesma situação em que eu estive.

Na primeira parte do artigo, eu encerrei minha dissertação com duas perguntas:

Como é que eu já sabia fazer aquilo e não havia feito ainda?
Por que eu tinha a fórmula para alcançar resultados nas minhas mãos e ao invés de aplica-la estava lá parado, sem fazer nada e passando um aperto danado?

Muitas vezes, e eu sei que você já pensou assim, nós buscamos respostas complexas sobre o porque não levamos as coisas adiante…

E acredito que em determinados casos realmente exista uma situação complexa que enfrentamos e que nos atrapalha em atingir um objetivo.

Mas isso é raro…

Na maioria das vezes a resposta para não conseguirmos “chegar lá” é muito simples, e assim foi no meu caso.

E a resposta era:
“Eu via pessoas apresentando resultados impressionantes, e eu também queria o mesmo… e por isso desconsiderava o que já tinha conseguido, abandonava o que já estava dando certo e tentava fazer o que tal pessoa havia dito ter feito.”

E isso acontecia pelo menos uma vez ao mês, no mínimo.

Fui me tornando com isso um colecionador de estratégia, que conhecia a todas elas de forma superficial, mas não era especialista em nenhuma.

E uma coisa que aprendi nos meus quase 19 anos trabalhando com marketing é que o mercado ama os especialistas, mas desvaloriza completamente os genéricos.

Conhecer muitas estratégias e não ser um expert em nenhuma fez de mim um genérico.

E posso te dizer com a mais absoluta certeza do mundo, que conhecer uma estratégia é algo completamente diferente de aplica-la e gerar resultados com ela.

 

 

Eu me tornei um genérico por que sabia de tudo um pouco:
– Lançamento Semente
– Lançamento Interno
– Lançamento Externo
– Estratégia do iJumper
– Funil de vendas
– Funil TripeWire
e mais uma incontável quantidade de estratégias “matadoras” encontradas em cursos de alto valor (não que eles não valessem o valor cobrado), mas nunca trabalhava mais que 15 a 30 dias em cima delas.

Com isso eu era um especialista na teoria, mas mediocre na prática.

Tudo mudou drasticamente no dia em que cheguei determinado a aplicar apenas uma estratégia no meu negócio.

Finalmente me convenci de que deveria me tornar um especialista num modelo de marketing e vendas, mesmo que eu não conseguisse resultados imediatos.

Não tentaria outra fórmula secreta que dava resultados para os outros… Precisava funcionar para mim.

Por isso, avaliei meu negócio e onde eu queria chegar com ele e criei um modelo que se encaixava bem nos meus produtos.

Daquele dia em diante eu prometi que não mudaria de estratégia até que fosse um expert em todos os detalhes daquele modelo de marketing que eu decidi aplicar.

Em apenas 12 dias de trabalho, todo o meu modelo estava completo… pronto para rodar.

Desta vez, por algum motivo eu sentia de verdade que ia dar certo…

Nesse momento eu também entendi algo muito importante, que na minha opinião seria o ponto de sustentação da minha estratégia.

Gerar tráfego em quantidade por meio de anúncios.

Finalmente percebi que sem investir eu não venderia absolutamente nada.

Este é o 2º erro que eu cometia e que me impedia de ter resultados.

Eu acreditava que ia ganhar um milhão sem investir nada, ou investindo qualquer R$100,00.

Ainda hoje encontro muita gente que acha um absurdo gastar R$100,00 com anúncios… eu também fui um desses.

Mas um amigo meu, um dia, me disse a frase que mudaria completamente meu modo de pensar…

Na 3º parte desse post eu vou falar sobre isso…

(continua…)